ESTE BLOG, PROPÕE-SER GENERALISTA. GOSTO DE ABORDAR TUDO O QUE ME PAREÇA DE INTERECE GERAL, E QUE ME DÊ PRAZER PUBLICAR.

Domingo, 29 de Agosto, 2010

Quem não se sente contagiado com a beleza da cultura destes povos. E o amor e dedicação, com que fomentam, veneram, e fazem a apologia desta mesma cultura. Quem não se sentirá fascinado pela vivência destas comunidades Indias que aqui vivem? É fácil de ver que ainda aqui não chegou o bicharoco da destruição do nosso planeta, a poluição. Fica-se com a ideia, de que é fácil, ainda viver aqui numa atmosfera saudável, e promissora, ao nível da saúde, e do bem-estar do ser humano. É bem certo, que este tipo de vida só é aceitável mesmo, para este povo, e não para um povo que está habituado a um sistema social e económico avançado, ( no consumismo )como o nosso, mas é também, e em especial, porque as pessoas não amam a natureza, e só ligam para a sua comodidade, e bem-estar. Mas esquecem que esse bem-estar é apenas aparente, e efémero porque a sua factura é muito alta, e é sempre mais alta, para os que menos podem pagar


Terça-feira, 24 de Agosto, 2010

Este filme, não seria apropriado para o blog, se fosse maior. Mas seria um prazer para mim, e para quem mais como eu gosta-se de desfrutar dele, até à exaustão, até ao ínfimo pormenor, se ele tivesse o dobro do tempo. Esta abordagem como comentário, tem apenas por fim demonstrar até que ponto vai a minha adoração por este tema de quanto é lindo e belo o Lugar do Machu-picchu. Não é muito vulgar, ver-se material visual, que faça uma incursão, tão profunda e pormenorizada ao interior deste lugar, que bem podia ser considerado sagrado, pela sua beleza e imponência. É bonito de se analisar, quanto parecem ser ainda virgens, a maior parte destas florestas, destes vales e desfiladeiros, que circundam toda esta vasta zona, onde a palavra poluição, parece que ainda não entra nos dicionários.


Quinta-feira, 19 de Agosto, 2010

Estes São os caminhos para o Machu-Picchu. Eu sei e respeito que se riam de mim. Pois é mau sinal por um lado, mas é bom sinal, por outro lado, quem ri é porque tem vontade, se tem vontade de rir deve rir, porque é saudável. Eu não tenho pejo algum, em dizer que a minha paixão assenta na vivencia, e no âmago da natureza, mais pura e bela, ex. estes lugares em que se situa o alvo desta história. Michu-picchu.

Eu fico alguns anos mais novo, ao contemplar com tanto prazer, estas belas paisagens. Será que não há televisão? E quem é que disse que os meus Bisavós, morreram porque não tinham televisão? E quem é que disse que eles seriam mais felizes, se a tivessem? Tinham outras coisas, que hoje ninguém tem, porque até nem estão interessados em ter. E a prova é que está-se a preparar, para a curto prazo, viver-mos num mundo completamente árido, e nu, apenas vestido com altas montanhas de betão armado. Mas ninguém se iluda, Sol na Eira, e chuva no naval, Não há Deus que conceda essa graça. Depois de fazer algumas pesquisas, e ver alguns vídeos, não resisti à tentação de escrever, e fazer apologia desta cultura que tanto me atrai. Agora vou puxar o gatilho que vai disparar a gargalhada total. Eu estou disposto a ir viver para o machu-picchu, desde que consiga uma companhia que me agrade. O concurso está aberto.


Sábado, 14 de Agosto, 2010

O PÃO.

O PRIMEIRO PASSO, A PARTIR DO QUAL SE INICIA O PROCEÇO DA FEITURA DO PÃO COM UM TIPO DE UMA SEMENTE, QUE PODE SER DE MILHO, O QUE É O CASO, OU PODE SER DE TRIGO, SENTEIO, OU CEVADA. E QUEM SABE QUANTOS MAIS. FOI PARA MIM, UM REGRESSAR A UM PASSADO COM SERCA DE 60 ANOS DE DISTNACIA. Mas foi para a grande parte dos restantes visitantes a primeira vez que viram uma fábrica que tem tanto de antiga, como de artesanal, mas também como eficaz, no seu mister. Quis fazer um filme mais elucidativo e pormenorizado, desta maravilha da indústria da transformação, mas as gentes que nunca tinha visto, esta maravilha, eram tantas e a casa era tão pequena, que este foi o filme possível. Mas foi para mim, um grande prazer, sentir-me regressado a um passado já tão distante, em que até os mais pequenos, dos quais eu fazia parte, eram obrigados a participar nas lides da agricultura. Foi um grande carinho que eu fiz a mim mesmo, poder visitar estes moinhos em numero de 9 que fazem parte hoje de um parque temático, que vale a pena visitar. Em Vila da feira perto de Aveiro.Todos a funcionar.

publicado por Sulitário às 20:36

mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
20
21

22
23
25
26
27
28

30
31


últ. comentários
Olá Amiga Ivete. Este é outro que está perdido, só...
Não estressa,meu amigo. Fico feliz que tenhas recu...
Olá amiguinha. Obrigado pelo teu carinho, és um am...
Oi Ivete...Só agora esta despistada viu que já tin...
Olá, meu amigo!Não tens que pedir desculpa...eu é ...
Olá amigo. Obrigada,pelo carinho!Fiquei triste por...
OI Minha querida amiga Ivete. quantas saudades dos...
Não te preocupes em responder...quando puderes faz...
Comentário: Olá minha querida e doce amiga Tina. Q...
OLÁ AMIGUINHA. DESCULPA, TENHO AQUI UMA PARAFERNÁL...
pesquisar
 

contador gratis

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds